Descontos: tudo o que você precisa saber sobre essa estratégia

Promoção do dia, pague um leve dois, queima de estoque, enfim, descontos. Eles são um forte motivador para a compra e uma estratégia bem simples para todo o tipo de lojista, mas afinal, é possível fazer do desconto algo lucrativo? A resposta é simples: Depende.

As vantagens

Do ponto de vista de quem consome é ótimo, porque possibilita que a compra pese menos no bolso, o que claro, traz uma satisfação. Do ponto de vista de quem vende, é positivo por causar uma boa experiência ao cliente, que com essa experiência positiva, passa a ser mais próximo da marca e ganha maior potencial de voltar a comprar. Agora, pensando no lucro imediato, a coisa varia, tudo depende da sua estratégia de CRM e da função que o desconto teve nessa história – se é que você pensou nisso –. Mas calma, vamos explicar.

Para quem não sabe, CRM é a sigla para customer relationship management, que em tradução para o português fica como gestão de relacionamento com o cliente. “Certo, o que exatamente isso tem a ver com os descontos?”, você deve estar pensando. É simples: os descontos devem vir como uma estratégia para atrair e reter clientes, não como algo impensado, porque se assim for, provavelmente sua margem de lucro vai pelo ralo e essa estratégia deixa de ser vantajosa. Não é um raciocínio difícil, mas não dá para ser nulo: Descontos tem que vir com um objetivo claro para quem gerencia ele. E quais podem ser esses objetivos? Bem, isso depende da situação que a sua empresa vem enfrentando.

A estratégia

Digamos que você tenha baixo movimento em sua frutaria às sextas feiras, porque seu pedido de frutas novas sempre chega aos sábados. Se seu objetivo é vender as frutas da semana para que elas não estraguem, uma boa estratégia seria dar algum desconto às sextas, porque assim as vendas vão aumentar justamente no dia em que você quer.

É necessário pensar também em quão alto vai ser esse desconto. Supondo que você tenha uma margem de lucro de 50% por cada fruta vendida, não faz sentido reduzir o preço final em 50% ou mais, certo? Se assim for, a venda se torna um gasto ao invés de um lucro. Para dosar a quantidade certa de desconto que você pode oferecer, você deve pensar em como estarão suas contas no fim do mês. Faça alguns cálculos antes de sair jogando dinheiro no fogo, okay? O objetivo aqui é aumentar seus lucros e dar felicidade aos seus clientes, não quebrar seu negócio.

A execução

“Okay, depois de ler a respeito e estudar a situação, decidi dar descontos aos meus clientes às sextas-feiras”, supondo que você seja o vendedor do exemplo acima. Por onde exatamente começar? A divulgação aqui é extremamente importante, por isso, vamos te dar algumas soluções para atrair o público.

Se seu negócio é de bairro e seus clientes moram na região onde você vende, um carro de som pode ser uma opção. Anúncios sonoros são efetivos nesse caso, e não são tão caros assim. Você mesmo pode pegar seu carro e sair anunciando com uma caixa de som, porque para tudo há o improviso. Mas supondo que você tenha um e-commerce, enviar e-mails para seus clientes é um bom caminho.

Ainda há aqueles que atendem um público mais específico, como por exemplo, uma oficina automotiva. Aqui, a estratégia muda um pouco, porque não é todo dia que os donos de automóveis fazem um check-up em suas máquinas ou sofrem acidentes. Mas se você quer atrair clientes em um mês específico, convide as pessoas a fazerem um check-up nos seus carros na época desejada. Leve em consideração que esse tipo de ação deve ser programada com antecedência, e pode ser divulgada, por exemplo, com panfletagem, e-mail, uma placa, e dependendo da proximidade que existe entre cliente e empresa, até uma ligação um mês antes é válida.

Outra forma de divulgar pode ser associando a execução dos planos a uma plataforma de CRM e fidelidade, onde você já tem os dados dos clientes coletados e pode fazer uma ação mais específica. O legal disso é que você engloba todas as atividades em um só lugar: Programa o envio de e-mail, consegue dados a respeito do que o cliente costuma comprar e quando o faz, para decidir o que exatamente ficará em promoção. Também é possível usar cupons de descontos, o que te poupa de planejar a compra em um dia específico, mas tudo isso depende dos seus objetivos enquanto administrador, a criatividade pode se soltar nessa parte de planejamento.

E então, o que é melhor para você?

Conseguiu identificar o que é mais vantajoso para ti? Se identificou com alguma situação? Não entendeu muito bem e precisa bater um papo para pensar melhor? Seja o que for, estamos a disposição para te ajudar, é só mandar uma mensagem por aqui que te respondemos rapidinho.

About The Author

Deixe um comentário?